Hacker tenta envenenar água de cidade na Flórida

Um hacker invadiu os computadores da estação de tratamento de água da cidadezinha de Oldsmar e, segundo o xerife local, aumentou em mais de 100 vezes a concentração de soda cáustica no reservatório. Tragédia foi evitada por engenheiro que percebeu acesso remoto ao sistema.
 

A Polícia Federal americana está investigando a ação de um hacker que tentou envenenar uma cidade inteira.

Imagine abrir a torneira para pegar um copo d’agua sem saber que você está prestes a beber soda cáustica, usada geralmente para desentupir o ralo da pia.

Isso quase aconteceu com os 15 mil moradores da cidadezinha de Oldsmar, na Flórida. Um hacker invadiu os computadores da estação de tratamento de água e, segundo o xerife local, aumentou em mais de 100 vezes a concentração de soda cáustica no reservatório.

A soda cáustica é usada normalmente no tratamento da água, mas pode ser muito perigosa para a saúde se for ingerida em grande quantidade

Poderia ter acabado em morte se um engenheiro não tivesse percebido a tempo que alguém estava mexendo no computador dele remotamente. A princípio ele não se assustou porque a empresa permite que gerentes acessem o sistema de casa. Mas, quando programas começaram a abrir aleatoriamente, ele acendeu o sinal vermelho.

O xerife disse que não se sabe se o ataque partiu de lá mesmo ou de fora dos Estados Unidos. Também não se sabe se foi a ação de um lobo solitário.

O senador pela Flórida Marco Rubio escreveu que o incidente deveria ser considerado uma questão de segurança nacional.

Estados Unidos, Rússia, Israel e Irã travam uma guerra fria cibernética, em que se acusam de invadir redes de distribuição de água, energia elétrica, portos.

A infraestrutura nacional é mais protegida e vigiada do que redes municipais como a de Oldsmar, e os especialistas alertam para esse risco há tempos. Com a pandemia, esses pequenos sistemas ficaram ainda mais vulneráveis. Para serem acessados por funcionários trabalhando de casa, muitos acabaram criando uma brecha de segurança que pode se mostrar insípida, incolor e inodora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *