Governo Bolsonaro ignorou 53 e-mails da Pfizer, revela CPI da Covid no Senado

Investigações da CPI da Covid no Senado mostram que estava errada a informação de que o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ignorou 11 e-mails da Pfizer para a compra de vacinas contra a covid-19. A comissão apurou que, na verdade, 53 e-mails da empresa ficaram sem resposta.

A informação foi revelada pelo vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). A última mensagem teria sido em 2 de dezembro e o senador classificou o e-mail como “desesperador”.

“CINQUENTA E TRÊS! Na investigação que estamos fazendo na CPI da Pandemia descobrimos que, na verdade, foram 53 e-mails da Pfizer que ficaram sem resposta. O último, datado de 2 de dezembro de 2020, é um e-mail desesperador da Pfizer pedindo algum tipo de informação porque eles queriam fornecer vacinas ao Brasil”, escreveu Randolfe nas redes sociais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *